A civilidade foi para o saco… Literalmente.

Publicado: 01/06/2017 por BigDog em Populítica, Um muito sobre nada...
Tags:, , ,

gentiliVocê provavelmente conhece Danilo Gentili, aquele “comediante” (?) “de direita” (???) que resolveu alavancar sua audiência ofendendo pessoas “de esquerda”, como ele mesmo qualifica, defendendo com unhas e dentes sua visão doentia de mundo. No entender do camarada, o mundo ainda se compartimenta em duas – e apenas duas – possibilidades, ou seja, ou se é conservador, defensor do livre mercado e católico ou se é comunista, pé-sujo e ateu. Uma simplificação idiota, evidentemente, na medida em que tais extremos há muito foram superados, e uma saudável mistura destas visões, pendendo ora para um lado, ora para outro, tem permeado a vida política e econômica de nações bem mais desenvolvidas que a nossa. Não bastasse tudo isto, recentemente este sujeito deplorável adotou uma atitude que me fez dar razão a uma clara representante do outro extremo deste espectro de imbecilidade dualista: a lamentável deputada federal Maria do Rosário, do PT/RS.

maria-do-rosario-nunes-diputada-brasilenaSim, Maria do Rosário é mais uma destas figuras com discursos embolorados e tendências à ampliação indevida de conceitos de direitos sociais e coisas do tipo. Não sei exatamente, e nem me interessa saber, qual o conteúdo da intimação/notificação/bilhete enviada ao humorista, e acho que qualquer um que tome partido incondicionalmente nesta briga tende a errar para um ou outro extremo. Mas uma coisa é certa: rasgar o documento, esfregá-lo “nas partes” e mandar de volta à remetente é uma atitude, para dizer o mínimo, infantil e desprovida de qualquer civilidade e urbanidade (video, para quem tem estômago, aqui). Há inúmeros instrumentos para Danilo contestar as imputações, inclusive nos meios de comunicação aos quais possui acesso. Uma conduta madura poderia, inclusive, apontar eventuais excessos e abusos da parlamentar, o que eventualmente iria colaborar para que, na próxima legislatura, menos gente daquele calibre consiga assentos no legislativo.

Ao invés disso, seguindo o exemplo de outro baluarte desta “nova direita” brasileira, o deputado Jair Bolsonaro – que, para quem não lembra, foi capaz de dizer que Maria do Rosário não “mereceria” ser estuprada por ser “muito feita” – preferiu adotar uma postura de moleque irresponsável, angariando simpatia automática das pessoas que ainda tem algum norte de educação e civilidade a uma parlamentar de atuação, no mínimo, inócua e equivocada. Verdadeiro tiro no pé.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s