Se arrependimento matasse…

Publicado: 28/06/2008 por BigDog em Mundão da internet, Não há o que não haja!

Comecei a escrever na ABRIC, que no início era apenas um papo de bêbados num dos tantos churrascos com os outros dois ilustres acadêmicos, principalmente porque gostaria de expôr algumas idéias de modo mais abrangente. Depois, com o desenrolar da brincadeira, continuei fazendo questão de participar, porque é um grande prazer compartilhar idéias com o Felipe e o Crânio. Ler o texto desses caras, então, é um deleite pessoal. Todos os dias, acesso o site pelo menos umas duas vezes, só para conferir se não surgiu nada de novo daquelas cabeças iluminadas. Não, não faço isso para aumentar artificialmente a estatística do blog, até mesmo porque minha própria visita não é contabilizada pelo sistema do wordpress. Enfim, estou aqui para me divertir, dizer o que quero da maneira que me aprouver.

Mas eis que, cansado de tanto ler na ‘blogosfera’ – alguém podia pensar um termo melhor, pois não? – brasileira que o leitor é burro, indolente e preguiçoso, bem assim que quem está ganhando dinheiro com blog é uma criatura simplesmente genial que nos faz o favor de compartilhar sua sabedoria, resolvi comentar este post do Fim da Várzea, mais um dos milhares de textos reafirmando que nós, que não somos gênios, não vamos ter vez no ‘mercado’ do blog. Tomei laço lá mesmo e, ainda, aqui. Não que eu me importe, mas já que enfiei a mão no vespeiro, tenho algumas coisas a acrescentar, ainda mais porque, ao contrário do que sempre fiz, respeitando todo mundo que já passou pela ABRIC, fui sumariamente ridicularizado. Já que estamos no baile, vamos dançar esta.

Não acho errado ganhar dinheiro com blog. Talvez um dia, se a situação se apresentar, até venha a fazer isso, se bem que aqui teremos que dividir tudo por três, o que já complica. Só quis demonstrar que nem sempre o blog surge com essa intenção, pode ser que alguém blogue o resto da vida sem ganhar nada por isso, apenas pelo prazer de fazer algo em que acredita. Enfim, cada um na sua. Nós temos, sim, uma audiência que seria desprezada por muito problogger, mas não por gente que está começando agora. Não dá para generalizar dizendo que números ridículos são assim considerados por qualquer um. Se o sujeito inicia o blog imaginando que terá umas cem visitas mensais e acaba com mil, vai ficar mais do que satisfeito. E para muito problogger, isso seria simplesmente a insolvência. Mil visitas por mês não pagam o leitinho das crianças. O difícil é quando alguém lê tudo o que tu escreve e pessoaliza. Tem muita gente desesperada, sim, para aparecer, para começar a ganhar dinheiro. Não disse isso de ‘A’ ou ‘B’, por isso não preciso responder se há ou não desespero aqui ou acolá.

Agora, a parte que mais me incomodou: se não houvesse tanta resistência a pessoas novas com idéias distintas, porquê o laço? Quero dizer, se não se pode discordar das verdades absolutas escritas por aí, então está confirmada a tese. Eu penso diferente, e pronto! Há, sim, resistência a admitir novos blogueiros nos meios estabelecidos. E não é dando link ou citando textos daqui ou dali que se chega lá. Não vou ficar pagando tributo para quem quer que seja para conseguir meu espaço. E também não me importo se Vossa Senhoria, ou qualquer outro medalhão, acha que não fiz por merecer. Tentei, na melhor das boas intenções, participar de um blog ‘estabelecido’ e só quebrei a cara. Coisa que dificilmente voltarei a fazer. Se estou aqui fazendo o papel do coitadinho, estou mais tranqüilo com minha consciência do que assumindo o arrogante papel do ‘eu estou certo’. Quem lê o que escrevo vai ser respeitado, e se escrever besteira em caixa de comentário vai ser recusado. E pronto. Não vou chamar o leitor de ignorante, burro e salsinha, apenas porque ele não concorda comigo. Essas polêmicas artificiais só servem como chamariz para audiência, porque todo mundo se sente tentado, vez ou outra, a sentar o laço em alguém. Quanto mais arrogante e intolerante, melhor, porque aí as polêmicas crescem, assim como a visitação diária – ops, desculpe, esqueci que o que interessa são os leitores de feeds – e o lucro. Em suma, prefiro ser rotulado de coitadinho do que de pretensioso. Inclusive porque não estou ganhando nada por isso, ao contrário dos autor das críticas, que faturou algum cada vez que você, prezado leitor, clicou no link que incluí no texto.

Anúncios
comentários
  1. Felipe Wolfarth disse:

    Nosso negócio é escrever para desopilar, para expor idéias e buscar a crítica de quem quer que seja.
    Não penso que blogar vá resultar em dinheiro para a ABRIC (ou ABRICON), pois somos blogueiros com produção limitada, mas de grande capacidade criativa e intelectual.
    Confesso que fiquei estarrecido com a situação, mas segue o baile…

  2. BigDog disse:

    Alemão, edita este comentário aí! Não é para entregar o jogo ainda, temos que manter a operação em sigilo… Sabe como é, receita federal e outros que tais…
    Cara, valeu o apoio, e parabéns pela auto-estima! Estamos fazendo um blog legal, sim. Podem nos chamar de salsinhas!
    Abrassss…

  3. Crânio disse:

    Cara, se inteligência fosse medida pelo dinheiro o mundo estaria perdido. Existe inteligência para ganhar dinheiro, e nisto podemos colocar traficantes e prostitutas de luxo como grandes sábios. Inteligência é uma coisa e dinheiro é outra MUITO diferente. As vezes acontece de alguém ter inteligência e ganhar dinheiro, mas é algo raro. Ou teremos muitas personalidades para colocar como patronos da ABRIC.

  4. Enrique disse:

    Eu cheguei aqui através do link no Pequena Abóbora. Em primeiro lugar, a blogosfera brasileira não existe. É só um monte de gente que teve a brilhante idéia de falar sobre assuntos que atraiam pessoas, e usar anúncios pra ganhar dinheiro. Aí, quando vem um cheque do Google no valor de cinco reais, eles acham que descobriram a mina de ouro.
    A maioria dos blogs legais está fora desse circuitinho podre, justamente por causa desse comportamente estúpido deles, que você experimentou por si mesmo. Se você quer ler algo legal, fuja dessa amontoeira desses outdoors enrustidos. Não que seja errado ganhar dinheiro com um blog, mas a maneira como eles fazem isso é nojenta. De qualquer jeito, entrei aqui esperando um blog meia-boca, cheio de anúncios e nada de conteúdo, e encontrei justamente o contrário. Parabéns pra você e pra todos os integrantes da ABIC.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s