As águas vão rolar…

Publicado: 13/05/2008 por Wolfarth em Não há o que não haja!

Há algum tempo se discute sobre o problema que o planeta terá no futuro (próximo) com a escassez ou falta crônica de água potável. Fala-se muito em preservar mananciais, em evitar o desperdício, em renovação dos corpos hídricos, enfim, todos expõem o assunto mas poucos enfrentam uma alternativa que poderia resolver o problema de forma determinante e eficaz: a dessalinização da água do mar.

Como foi dito no tópico abaixo, de lavra do ilustre Crânio, temos tecnologia suficiente e variada no mundo, que é utilizada para diversas finalidades, úteis, necessárias e supérfluas, bastando esforço e investimento de alguns bilhões de dólares (ou euros) para criar um mecanismo que possibilite a retirada de água dos oceanos e tratamento para torná-la apta ao consumo industrial, agrícola e humano.

Tenho conhecimento de que existem dois processos de dessalinização já utilizados: a antiga e ainda utilizada “evaporação e recondensação da água” e a recente “osmose reversa”, que é a filtração molecular da água salobra.

Peculiaridades à parte de cada um dos processos, os quais evitarei explicar, é sabido que ambos vêm sendo empregados em locais onde não é possível a obtenção de água potável, como por exemplo em ilhas áridas, submarinos, navios, plataformas petrolíferas e em lugares onde os poços vertem água salobra.

O grande problema é que os dois processos são viáveis apenas para dessalinização de pequenas quantidades de água salgada, não havendo notícias de que tenham servido para tornar potável milhares de metros cúbicos de água pestilenta.

Por isso, a grande sacada deste século será a criação de uma tecnologia que permita uma dessalinização rápida, segura e barata de hectolitros de água oceânica. Aliado à isso, também seria conveniente descobrir uma forma que permita evitar a contaminação do solo com o sal que será decantado dessa água, um tremendo entulho ecológico. E que ninguém venha me dizer que ele servirá para salgar o churrasco dos índios de cá!

A princípio, a energia que serviria de propulsora do sistema dessalinizador teria de ser “limpa”. Como a energia elétrica é muito cara (e será cada vez mais rara) e a energia nuclear não pode ser considerada boa para tanto, a alternativa seria a energia eólica.

Com absoluta certeza, em pouco mais de 20 anos muitos países da África e do Oriente Médio necessitarão dessa inovação sob pena de suas populações morrerem de sede, migrarem para outras paragens, ou mesmo travarem guerras para controlar mananciais aqüíferos.

A saída é a dessalinização. Quem descobrir um meio para fazê-la em larga escala, salvará o planeta da seca.

Anúncios
comentários
  1. Crânio disse:

    Uma parte deste sal, exígua a bem da verdade, é usada para produção de PVC. A partir do NaCl, tira-se o Cloro que irá formar o Policloreto de Vinila, vulgo PVC. Mas ainda é pouco, mesmo somando aos nossos churrascos (que também estão minguados).
    Vamos beber umas cervejas degustando um saboroso churrasco do BigDog e certamente teremos inúmeras teses e hipóteses de tecnologias viáveis para a dessalinilização.

  2. Elio Rodrigues da Silva disse:

    Em Catanduva existe uma empresa que comercializa a Agua da Vida que é agua oceanica dessanilizada.
    Soube também que em Bertioga – Sp existe empresa fazendo esse processamento.
    Gostaria de obter mais informações sobre a empresa de Bertioga. Voces tem alguma informação a respeito?
    Por favor respondam-me.
    Atenciosamente Eng. Élio Rodrigues da Silva

  3. Wolfarth disse:

    Prezado Elio!
    Infelizmente não tenho informações a respeito de empresas brasileiras que investem no ramo de dessalinização.
    Apenas escrevi o tópico utilizando meus parcos conhecimentos acerca do assunto. Aliás, não sou biológo, oceanólogo, tampouco engenheiro…
    Mesmo assim, agradeço a sua leitura!

  4. BigDog disse:

    O que me preocupa, na verdade, é a desgaseificação da cerveja… Essa deve ser evitada a todo custo. Preocupação com o sal, só o grosso em pacotinhos de um quilo, que não podem faltar!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s