Tabajara Records?

Publicado: 18/03/2008 por BigDog em Não há o que não haja!, Solta o som..., Um muito sobre nada...

Eu sou um camarada de poucas luzes e dificilmente terei uma idéia economicamente viável e/ou revolucionária que poderá fazer qualquer diferença no mundo. Ao contrário, normalmente quando penso em algo novo que possa atender alguma necessidade minha e melhorar a forma como as pessoas vi-vem, normalmente já há algo similar em funcionamento, e com muito mais efetividade do que a minha tosca imaginação consegue conceber. Na pior das hipóteses, logo após ter pensado em algo, surge um serviço ou produto com aquela edite, o que demonstra que já estava em pesquisa e desenvolvimento a muito mais tempo do que eu poderia supor.

Esses dias, porém, estava pensando na forma como as pessoas consomem música, principalmente porque a forma atual – o CD lacrado e as lojas on-line da vida – já estão para lá de defasadas e jamais farão frente aos softwares P2P e torrent, onde todo mundo pega os discos novos sem pagar absolutamente nada. Esse movimento é inevitável, não há como parar esta troca in-formal de arquivos digitais, porque, quando alguém é responsabilizado por pirata-rias deste tipo, logo surgem dois ou três novos serviços idênticos ou melhores. Ou seja, a indústria fonográfica como a conhecemos está definitivamente morta e sepultada. Até mesmo porque, com a quebra dos lucros das grandes gravadoras, o preço dos discos nas lojas do ramo estão estratosféricos, e ninguém em são consciência vai pagar quase R$ 50,00 reais por um disco nacional, ainda mais com sua conhecida defasagem em itens como impressão dos encartes e etc. Por outro lado, é um saco ficar catando música em softwares de compartilhamento, porque se depende da boa-vontade de outros usuários, conexões lentas entre servidores e toda uma sorte de mandingas informáticas que normalmente assombram os usuários medianos (o popular “dois-dentes”).

Face a este quadro, é fácil imaginar que pouco ou nada reste a fazer. E eu pergunto: por que não lançar um serviço de assinatura on-line, cobrando um preço fixo do assinante, que receberá os lançamentos do mês sem muito esforço, apenas instalando um software apropriado em seu computador? Nesse serviço, o usuário criaria uma conta personalizada, com dados como cartão de crédito, endereço e etc., e passaria a receber tudo o que o serviço oferecesse na forma de downloads automáticos, de links rápidos e confiáveis, que ficariam armazenados no próprio PC. E sem hipocrisias, todos os arquivos podendo ser convertidos para qualquer formato e gravados em quantas mídias o consumidor quisesse. Para finalizar, os encartes/capas poderiam ser enviados em arquivos de alta e baixa resolução, ficando a cargo do próprio assinante imprimi-los ou não, conforme suas necessidades. Ou seja, algo prático, conveniente, amigável e – melhor de tudo para a gravadora – pago! Duvido que alguém já não tenha pensado nisto, mas quando o serviço sair – e dependendo do preço, evidentemente – serei um dos primeiros a assinar. Ou é mais uma das minhas idéias mirabolantes e inviáveis?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s