A picaretagem

Publicado: 23/06/2007 por BigDog em Ler é uma perca de tempo, Nem fodendo...

O verdadeiro segredoDe tempos em tempos surge uma obra revolucionária no campo da auto-ajuda. Esse movimento cíclico pode ser facilmente explicado pelas necessidades maiores ou menores das pessoas em cada momento histórico, visto que a busca de explicações e/ou saídas para os problemas que vão surgindo aparece perenemente na vida dos seres humanos. Os animais, desprovidos de senso-crítico e de ambições mais elevadas, conformam-se em sobreviver, caçar, demarcar seu território, espalhar seus genes o mais rápido possível e morrer. Nós, ao contrário, desenvolvemos uma capacidade de raciocínio infinitamente mais complexas do que os básicos instintos naturais de sobrevivência e passamos a explorar um mundo muito maior de possibilidades e, com elas, de problemas. Um dos maiores clássicos da auto-ajuda, escrito pelo americano Dale Carnegie, é o popularíssimo “Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas“, publicado e tornado um fenômeno editorial, não por coincidência, em 1937, logo após a grande crash da bolsa de valores de Wall Street, quando dezenas de milhares de pessoas foram literalmente à bancarrota, perdendo absolutamente tudo o que possuíam. Nesse contexto, é óbvio que qualquer um que se dispusesse a escrever sobre o assunto – afinal, fazer amigos e influenciar pessoas é uma virtude indispensável para reconstruir negócios e relações empresariais – estava virtualmente fadado ao sucesso.

No contexto atual, por mais que a mídia do entretenimento nos faça crer que vivemos uma era de prosperidade e de hedonismo, rumamos inexoravelmente para a falência total do sistema econômico vigente – vale lembrar, onipresente após a derrocada do comunismo -, em escala mundial. Simplesmente não há mais comida, água, combustíveis, emprego e oportunidades para todos. Some-se a isto o fato de que, com os avanços da medicina, a expectativa de vida do ser humano tende a aumentar a cada década, e o número de recém-nascidos que, no estado natural da vida, estariam fadados à morte mas que sobrevivem contra todas as possibilidades reais é elevadíssimo. Resumindo, estamos indo de encontro ao mais absoluto caos. Nesse cenário, que tal elaborar um sistema à prova de falhas, que se baseia única e exclusivamente em fatos não-comprovados cientificamente, emprestando-lhe ares de grande verdade científica a partir de resultados nebulosos de pesquisas recentes, em relação aos quais nem mesmo os maiores especialistas mundiais se arriscam a esboçar conclusões? Mais que isso, porque não investigar obras de grandes mestres e gênios do passado, encontrando supostas “referências” a esse sistema e as evidenciando para um público que não vai pesquisar mais a fundo qualquer uma destas referências mesmo? Pois foi exatamente o que fez Rhonda Byrne, que escreveu um livro chamado “O Segredo“, aparentemente revelando os meios utilizados por pessoas de sucesso, um negócio batizado como “Lei da Atração”. Sucesso mundial instantâneo, ainda mais depois que Oprah Winfrey – uma espécie de Márcia Goldschmit que usa Prada – abraçou a causa e passou a divulgar constantemente detalhes da obra em seu programa. Vendas astronômicas, documentários, filmes, camisetas, e por aí vai… O Segredo, para Rhonda, funcionou como um relógio.

Só que tudo não passa de balela. Claro que não conheço o verdadeiro “segredo”, não sei como alcançar o sucesso e, mesmo que soubesse, não contaria para você. O fato é que não há qualquer prova de que essa bobagem faça algum efeito na vida de ninguém. Ou melhor, há, mas não em razão do que é exposto no livro. Logicamente que uma pessoa com uma atitude positiva na vida alcança melhores resultados que outra inapta a transmitir uma imagem de confiança e segurança; evidente que alguém que realmente acredita e busca o que pretende chega mais rápido a um resultado do que outro que age de forma passiva e amarga em relação aos fatos da vida. Mas isso não tem nada a ver com física quântica! Tal circunstância nada mais é do que um reflexo elementar da própria seleção natural. Os mais adaptados sobrevivem melhor em um ambiente hostil, e ponto final. Um leão deprimido certamente não irá caçar, se fortalecer e constituir uma grande prole. E, com isso, o gene que o condicionava a ter aquele comportamento irá desaparecer juntamente como ele, o que explica porque o leão mais disposto prospera na vida. Simples assim. Essa relação é inegável, por mais que queiramos parecer racionais e superiores. Somos selecionados, todos os dias, com base em nossas aptições físicas, mentais, intelectuais, o que for. Não há nenhuma força cósmica conspirando para isso.

Por isso lhe digo, prezado leitor, não atenda ao chamado da sereia. Não enriqueça um pouco mais Mrs. Rhonda, ela já deve estar com muitos problemas para imaginar onde gastar tanto dinheiro. Não acredite em opiniões de “especialistas” entrevistados por ela. Encontrar um PhD em física quântica para embasar as conclusões da autora não é, em absoluto, tarefa difícil. Eles existem aos borbotões por aí, todos os anos somente Harvard forma pelo menos dois, e certamente algum deles haveria de subir à bordo, principalmente se não conseguiu destaque em sua área de especialização em um mercado tão competitivo. E, de mais a mais, não custa nada emprestar o nome a uma picaretagem para ganhar uns trocos, ainda mais quando se precisa muito deles. Se houvesse qualquer traço de seriedade em todo este assunto, certamente haveria uma comissão de grandes especialistas – e aqui digo verdadeiramente grandes – examinando os fatos e se esforçando para encontrar respostas. Não compre “O Segredo”, portanto. Não pense “positivo” e enriqueça um pouco sem cair nessa. O dinheiro do livro pode servir, no mínimo, para iniciar sua poupança, que talvez um dia sirva para alcançar um grande objetivo. Os de Rhonda Byrne já foram para lá de alcançados.

Anúncios
comentários
  1. Vivi B disse:

    Excelente !!!!! O autor esta de parabens. Tudo que escreveu eh uma grande verdade.
    Muitos leram o SEGREDO, mas nao conseguiram entender, que o segredo esta em escrever livros, Nao eh necessario ser culto, ter aptidao para escrever, basta pegar um trecho de cada livro ja publicado, mudar um pouco as palavras, citar muitos trechos da Biblia e nao se esquecer de colocar frases inteligentes de quem ja morreu.
    Vai ganhar muito dinheiro como Rhonda Byrne.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s