Juiz dos EUA quer indenização de US$ 65 milhões de lavanderia que perdeu uma calça

Publicado: 04/05/2007 por Wolfarth em Ah é, é???, Extra!!! Extra!!!

Um juiz de Washington, nos EUA, está processando uma lavanderia por terem perdido a calça de um de seus muitos ternos. Na ação, que já dura dois anos, Roy L. Pearson Jr. quer que os proprietários da lavanderia paguem não menos do que US$ 65 milhões. O caso vai a julgamento no dia 11 de junho.De acordo com Chris Manning, o advogado da família que é dona da lavanderia, o caso desmoralizou seus clientes, imigrantes sul-coreanos que pensam seriamente em voltar para seu país. Por outro lado o caso ganhou notoriedade e algumas organizações pedem que a ação de Pearson seja considerada exagerada, improcedente e que o juiz perca seu cargo na Corte de Direito Administrativo de Washington.

Segundo informa o saite Terra, o caso começou em 2005 quando Pearson tornou-se juiz. Na ocasião, ele comprou diversos ternos para cumprir suas tarefas profissionais e passou a ser cliente da lavanderia Custom Cleaners. Semanas depois, a calça de um terno foi perdida. O magistrado pediu que os proprietários pagassem US$ 1000, o valor de um conjunto novo.

Dois dias depois, entretanto, a calça foi encontrada e a família Chung se recusou a pagar o valor pedido por Pearson. O juiz por sua vez alegou que a calça encontrada não era a sua e decidiu acionar a lavanderia legalmente.

O advogado Manning disse que, ao longo do processo, os proprietários ofereceram três acordos a Pearson, nos valores de US$ 3 mil, US$ 4,6 mil e então US$ 12 mil. Mas, não querendo voltar a utilizar os serviços da Custom Cleaners, o juiz não aceitou e chegou a pedir US$ 15 mil, mais o valor pelo aluguel de um carro durante dez anos para levar suas roupas a outra lavanderia.

O juiz Person chegou ao pretendido valor de US$ 65 milhões, depois de interpretar a lei de defesa do consumidor em Washington que impõe multas diárias de US$ 1500 por violação. Pearson contou 12 violações, multiplicou por 1.200 dias e triplicou o valor, afirmando que a ação apontava três réus (a pessoa jurídica da lavanderia e seus dois donos).

Grande parte dos argumentos de Pearson está em duas placas que a Custom Cleaners tinha em sua parede e que diziam: “satisfação garantida” e “entregamos no mesmo dia”.O juiz afirma que as placas indicam atividade fraudulenta por parte da lavanderia.

Anúncios
comentários
  1. BigDog disse:

    [modo trocadilho infame ON] Esses coreanos, literalmente, estão devendo as calças! [modo trocadilho infame OFF]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s